Small Green Pointer BLOG ESPRO - CBT: Julho 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Empregabilidade - Como ser raridade no mundo dos iguais


Este artigo surgiu através de uma reflexão sobre vários treinamentos que já ministrei sobre o mercado de trabalho e suas tendências. Ao ser indagado por vários participantes sobre oportunidades de colocação e recolocação no mundo do trabalho, senti-me incomodado ao perceber que várias pessoas não têm a mínima ideia de qual caminho trilhar e se posicionar diante de tais mudanças, face às novas perspectivas do mercado de trabalho.
Ao analisar o desenvolvimento da economia do Brasil, percebo grandes avanços, não só no setor primário, como o desenvolvimento exponencial do setor secundário que vem aumentando em grandes proporções suas necessidades por mão de obra.
Ao conversar com alguns amigos que atuam nas áreas de Recursos Humanos, muitos afirmaram que não conseguem encontrar alguém que seja qualificado o suficiente para assumir determinadas vagas. Por vezes, a mesma fica em aberto dois a três meses sem aparecer um candidato que se enquadre dentro do perfil especificado a vaga.
O perfil de muitos profissionais que estão faz certo tempo fora do mercado de trabalho, não diverge muito de uma grande massa de jovens que estagnaram no tempo, com o ensino médio concluído e que não buscaram qualificar-se para o mercado de trabalho, para as novas exigências que as empresas estabelecem.
Desde que ocorreu a revolução industrial e as relações do trabalho, o salário tem a mesma regra como afirma WALDEZ: "A política de remuneração do salário é a mesma desde que o mundo existe. As pessoas recebem por sua raridade e importância e não pelo fato de querer receber aumento". Deste modo muitos profissionais encontram-se desmotivados em seus atuais empregos e trabalham mal, fazendo notório o baixo nível produtividade e colaboração. Muitos destes, quando questionados, afirmam que o motivo é por causa de baixo salário e a não valorização profissional. Porém, percebe-se que ninguém faz algo para mudar esta situação, delegando suas carreiras para os seus chefes e empresas.
Como diz o Dr. Augusto Cury "Seja líder de si mesmo", administre sua vida, a sua carreira, as oportunidades estão surgindo e as pessoas perdendo por falta de qualificação profissional. Seja diferente, torne-se raridade no mundo dos iguais. Mas para isso, o profissional precisa qualificar-se, estudar, estar atento às novas tendências e às mudanças que estão surgindo - as instituições profissionalizantes das prefeituras, as escolas técnicas estaduais, universidades federais vêm projetando-se para qualificar a população do estado de Pernambuco, para assumir essas vagas tão cobiçadas por brasileiros de outros estados.
A qualificação pode ser também através de instituições filantrópicas, a exemplo: CIEE/PE, Junior Achievement etc., onde o candidato não paga para fazer cursos de aperfeiçoamento profissional. Geralmente essas instituições oferecem uma grande variedade de cursos gratuitos. Podemos lembrar que também através da própria internet o profissional deve buscar o desenvolvimento pessoal, através de sites que oferecem cursos com certificações gratuitas.
Hoje uma das exigências das empresas e que não podemos mais classificar como um diferencial para alcançar uma boa colocação profissional é um idioma estrangeiro, idioma esses como "Inglês, Espanhol, Francês e Alemão" são bastante requisitados principalmente para cargos de trainee em grandes corporações.
Há uma década o inglês era considerado um diferencial nos processos seletivos. Hoje esse papel inverteu e se tornou uma exigência para o profissional do futuro.
E quando o candidato possui a qualificação e não tem experiência? O que fazer? Como proceder? Tais perguntas surgem principalmente por jovens recém-formados tanto do ensino médio como na universidade, e muitos se frustram quando não conseguem uma oportunidade. Nestes casos, uma dica para aos que ainda não possuem experiência é o trabalho voluntário, pois o mesmo proporciona aos que se comprometem em fazê-lo, bem-estar por ajudar ao próximo e uma experiência ímpar de autodesenvolvimento e aperfeiçoamento profissional. Muitas empresas veem o trabalho voluntário com bons olhos e reconhecem isso no profissional.
Mas o trabalho voluntário não deve ser encarado com o fim para obtenção de experiência ou marketing pessoal para empresas contratantes. Os candidatos devem ter a plena consciência de que outras pessoas precisam e contam com a sua ajuda. Deste modo, para que se consiga a oportunidade de ouro é necessário estar preparado, conectado com as novas tendências e tecnologias do mundo moderno, acompanhando de perto a metamorfose das relações de trabalho e trabalhador.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Networking: Amplie seu circulo de influência

“Achar caminhos para se aproximar de todos na unidade. Lutar para que as pessoas se sintam importantes, fazendo parte de alguma coisa maior do que elas próprias” – Colin Powell
Profissional: “Eu tenho uma experiência muito boa, minha formação é excelente, meu currículo é impecável mas não encontro uma boa oportunidade de trabalho ! O que será que está faltando ?”
Resposta: NETWORK!


Afinal o que é fazer Networking? É estabelecer uma rede de relacionamentos com um grupo de pessoas que poderão exercer influência positiva em sua carreira. Atualmente, não basta apenas sermos competentes, é essencial que saibamos manter a nossa empregabilidade. Uma das ferramentas mais eficazes para isso é o network que, aliás, é mais do que uma ferramenta, é um hábito que bem desenvolvido poderá ajudá-lo a:

  • Ter acesso a oportunidades no mercado de trabalho;
  • Captar informações relevantes para seu dia a dia;
  • Divulgar seu trabalho;
  • Obter novos clientes;
  • Solicitar conselho;
  • Captar recursos financeiros para um projeto;
  • Recomendar serviços;
  • Etc.
Conhecer uma pessoa, pedir seu e-mail e enviar seu currículo não é fazer networking, é ser CHATO! Fazer networking leva tempo e requer muita paciência.

O que preciso fazer para não ser considerado inconveniente?

Se a sua abordagem estiver baseada em alguns valores e seu foco for o ganha-ganha, certamente você não será. Valores indispensáveis não só para networking, mas para todo e qualquer relacionamento (namorado, amigo, filho, pai, profissionais) são: respeito, transparência, lealdade e principalmente reciprocidade, pois além do networking ser uma via de mão dupla, é preciso que o outro QUEIRA e DESEJE me contatar.
E como é que eu faço para que o outro queira e deseje me contatar? Jeffrey Gitomer (M.Books, 2007) nos ajuda com algumas dicas:
  1. Ofereça valor: coloque a pessoa diante de contatos que possam resultar em negócios para ela;
  2. Seja sincero: mesmo que você comprometa a venda do seu serviço/produto naquele momento irá gerar maior credibilidade para você.
  3. Encontre vínculos: encontre algo em comum que os una.
  4. Demonstre conhecimento:fale de coisas que interessem à outra pessoa.
  5. Esteja presente: mesmo quando você não precisar de nada.
Já ouvi as seguintes perguntas:
P: Tenho que ser amigo do meu contato ?
R: Isso dependerá de vocês dois. Caso haja uma afinidade maior entre vocês melhor ainda, pois o vínculo de confiança se estabelece prontamente.
P: Meu concorrente (pessoa que ocupa o mesmo cargo que o meu em uma empresa do mesmo segmento da que eu trabalho) pode fazer parte do meu Network?
R: Deve, pois caso você queira se recolocar futuramente ele certamente se tornará um dos seus principais contatos.

terça-feira, 26 de julho de 2011

O que é Administração?


Administração é um conjunto de princípios, normas e funções que têm por fim prever, ordenar e alinhar a estrutura, conduzir e tomar decisão nos NEGÓCIOS (Entrada, Fornecedor, Processamento, Saída e Cliente ou Parte Interessada) em ORGANIZAÇÕES (Industriais, comerciais e de serviços públicas e privadas) através dos PROCESSOS (atividades e tarefas), com a integração e avaliação de recursos [Financeiros, Materiais, Ambientais e Tecnológicos], por meio de PESSOAS; controlar os PROCESSOS com eficiência, para obter determinado PRODUTO ou SERVIÇO com eficácia e atingir meta, como RESULTADO (lucro, satisfação de outra parte, Cliente, cumprimento legal ou sustentabilidade) mediante a prática de ATOS de:

1) PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
· objetivo (missão, visão, valores, diretrizes),
· meta (valor e prazo),
· projeto (estudo, com desenho e descrição, do que se quer realizar),
· orçamento (descrição pormenorizada das atividades, com a estimativa da receita e despesa),
· logística (tempo, movimento, provisão em qualquer atividade do negócio),
· tática (como se deve realizar), e
· plano de ação (o que, quem, quando, onde, como, por que e quanto),
2) ORGANIZAÇÃO
· sistema (entrada, processo, saída e realimentação),
· método (caminho para se chegar à meta),
· Estrutura Organizacional (autoridade e hierarquia, comunicação, divisão do trabalho e responsabilidades),
3) DIREÇÃO
· liderança,
· prevenção e correção
4) CONTROLE
· parâmetros, padrões
· indicadores balanceados)
dos trabalhos nos níveis organizacionais (estratégico, tático e operacional) nos
Campos da Administração”,
a) Mercadológico (Marketing e Vendas),
b) Produção (Execução do Produto ou Serviço, Suprimentos, Expedição e Distribuição),
c) Financeiro (Recebimentos, Pagamentos),
d) Pessoas
· Controle de Pessoal (Recrutamento, Admissão, Pagamento, documentos, Demissão e Controles),
· Relações Humanas (Interação com o negócio e conflitos; motivação; emoção e otimismo; interação com o ambiente; expectativas; méritos; necessidades; resultados; saúde; segurança; salário; crescimento; educação; Carreira e futuro; família),
e) Controladoria (Informações Gerenciais),
em qualquer ramo de negócio ou atividade, e cujas AÇÕES podem se desdobrar em:
v Pesquisa, estudo, investigação, informação, análise, relatório, parecer, perícia, laudo, arbitragem, interpretação, negociação, programação, implantação, cálculo, rastreamento, treinamento, conscientização, ensino, consultoria, assessoria, auditoria...

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Marketing Pessoal - Passo a Passo



Marketing Pessoal pode ser definido como uma estratégia individual para atrair e desenvolver contatos e relacionamentos interessantes do ponto de vista pessoal e profissional, bem como para dar visibilidade a características, habilidades e competências relevantes na perspectiva da aceitação e do reconhecimento por parte de outros.

Foi-se o tempo em que marketing pessoal era um instrumento político, falso, visando apenas uma conquista específica. Hoje, para avançar em meio à verdadeira selva social em que se transformou o capitalismo, ele vem se tornando uma ferramenta cada vez mais necessária para todos, do mais simples ao mais sofisticado.

Os elementos fundamentais, quando se atesta que o caminho do sucesso é a prática do marketing pessoal, são:

- A qualidade do posicionamento emocional para com os outros

- A comunicação interpessoal

- A montagem de uma rede relacionamentos

- O correto posicionamento da imagem

- A prática de ações de apoio, ajuda e incentivo para com os demais


Posicionamento emocional pode ser definido como sendo a forma com que as pessoas se lembrarão de um individuo. Algumas pessoas se recordam de outras pela maneira cortês, positiva e educada como foram tratadas, pela sinceridade e zelo com que tiveram o contato, enfim, pelas emoções positivas que remetem à imagem de outrem. Ao contrário, há pessoas que deixam uma imagem profundamente negativa, mesmo que o contato interpessoal tenha sido curto.

Assim, a prática do marketing pessoal deverá ser responsável por um grande cuidado na maneira como se dão os contatos interpessoais. São fundamentais para isso atitudes que remetam à atenção, simpatia, assertividade, ponderação, sinceridade e demonstração de interesse pelo próximo, de uma forma autentica e transparente. Reza uma máxima do marketing pessoal: atenção personalizada a quem quer que seja nunca é investimento sem retorno.

A comunicação interpessoal pode ser definida como sendo o grande elo que destaca um individuo em meio à massa. Quando ele fala, quando se expressa por escrito ou oralmente, quando cria vínculos de comunicação continuada, o individuo externa o que tem de melhor em seu interior. Assim, usar um português correto e adequado a cada contexto, escrever bem, vencer a timidez, usar diálogos motivadores e edificantes e manter um fluxo de comunicação regular com as pessoas é básico para um bom desenvolvimento do marketing pessoal. Temos sempre a tendência de ver as pessoas que se comunicam bem como líderes no campo em que atuam.

Rede de relacionamentos pode ser definida como uma teia de contatos, nos mais variados níveis, fundamentais para o individuo se situar socialmente, tanto de forma vertical (com relações em plano mais elevado que o seu) quanto horizontalmente (com seus pares, em plano semelhante).

Quando se fala em rede de contatos, dois desafios surgem imediatamente: dimensionar os relacionamentos de forma plural, isto é, ser capaz de se relacionar em qualquer nível, tornando-se lembrado por todos de forma positiva; e manter a rede de contatos, enviando mensagens periodicamente, fazendo-se presente em eventos sociais e tratando aos outros com atenção e cordialidade.

Posicionamento de imagem pode ser definido como uma adequação visual ao contexto social. É fato que a sociedade hipervaloriza a imagem e, exageros à parte, o princípio do cuidado visual precisa ser analisado realisticamente. Assim, o traje correto e adequado ao momento, a combinação estética de peças, cores e estilo, bem como os cuidados físicos fundamentais (o corte do cabelo, a higiene, a saúde dentária, etc) são importantes para uma composição harmônica e atrativa da imagem.

Finalmente, a prática de ações de apoio, ajuda e incentivo para com os demais é o grande elemento do marketing pessoal e, como destaque social, a melhor forma de galgar um lugar nas mentes e corações dos que nos cercam.

Não é preciso dizer que apoiar, ajudar e incentivar as pessoas deve ser um conjunto de atitudes sinceras, transparentes e baseadas no que se tem de melhor. Até porque ações meramente aparentes são facilmente detectadas e minam a essência do marketing pessoal verdadeiro. O segredo, portanto, é sempre se perguntar: de que maneira posso ajudar? De que forma posso apoiar? Como posso incentivar o crescimento, o progresso e o bem-estar do próximo?

Quando bem praticado, o marketing pessoal é uma ferramenta extremamente eficaz para o alcance do sucesso social e profissional. .....E o melhor é que, além de beneficiar que o pratica, ele também proporciona bem estar para os que estão ao redor.

Que tal mudar alguns velhos paradigmas e repensar o nosso próprio marketing pessoal?


Dicas de Marketing Pessoal

• Desenvolva a sua capacidade de liderança (treine para ser um!)
• Cria uma imagem de confiança (seja confiável!)
• Amplie sua visão de mundo (esteja presente em tudo que tenha a ver com a sua área. Fique atualizado!)
• Trabalhe em equipe (adapte-se!)
• Seja otimista (veja sempre o lado positivo das coisa!)
• Tenha empatia (busque harmonia!)
• Esteja disponível (esteja pronto pra colaborar!)
• Apresente resultado (mostre seu trabalho!)
• Não se venda (encante! Não seja agressivo em mostrar o que você fez.)
• Cuide de sua imagem (preserve a sua marca!)
• Cuide de sua rede de relacionamentos (cultive e fortaleça as suas relações!)
• Crie canais eficientes de comunicação (mantenha seu email, telefone.)
• Seja único! (Seja você! Tenha a sua personalidade e essência!)

terça-feira, 19 de julho de 2011

Atualização e Marketing Pessoal são elementos chave para carreira sustentável

Se antigamente as empresas eram as principais responsáveis pelas carreiras de seus funcionários, e as demissões eram casos muito mais raros do que observamos atualmente, hoje os profissionais precisam correr atrás de atualização constante, saber trabalhar seu marketing pessoal e ter muita atitude para terem uma carreira sustentável.

De acordo com o presidente da Lens & Minarelli, consultoria especializada em aconselhamento de carreira de executivos, José Augusto Minarelli, “uma carreira sustentável é aquela que tem condições de continuar apesar das demissões”. Ou seja, o profissional é hábil o suficiente para se manter no mercado mesmo com as eventuais interrupções. Nesse contexto, para que o indivíduo permaneça interessante aos olhos do mercado e que o trabalho ou serviço por ele oferecido continue tendo utilidade para alguém é preciso se atualizar constantemente. “Como as necessidades das empresas evoluem, o profissional também precisa evoluir”, avalia Minarelli.

Atualiza-se já!


Para que seu trabalho não perca valor ao longo da sua carreira, é preciso investir tempo e dinheiro. O consultor recomenda a educação continuada, muita leitura e curiosidade sempre. Não se esqueça: estar empregado atualmente não é garantia de uma carreira certa. A lógica é bastante simples, se o profissional se acomodar, o empregador, ou seja, aquele que está comprando o serviço, fatalmente ficará insatisfeito e se dirigirá ao mercado em busca de outro profissional. Portanto, não permita que o seu trabalho seja superado, caso contrário, você pode perder seu espaço.

Desenvolva seu marketing pessoal

Quando as empresas vão recrutar um profissional, a prática da famosa “indicação” é muito comum, ou seja, os responsáveis pela contratação vão, em um primeiro momento, consultar suas memórias. Logo, aqueles profissionais que têm um bom networking serão mais facilmente chamados.

Na hora de trabalhar seu marketing pessoal tenha sempre em mente que é importante ser conhecido por quem interessa. Na sua empresa, faça com que os líderes de outras áreas saibam quem você é, quais são as suas competências e o que você é capaz de fazer.

Oportunidade para se expor não existe apenas dentro na empresa, fora dela o universo é ainda muito maior. Para mostrar suas competências, explore seu contato de conhecidos, fornecedores e clientes. Além disso, é interessante participar de associações profissionais, feiras, congressos e canais de comunicação que possam ser usados, por exemplo, para publicar artigos.

“Se a pessoa perde o emprego é preciso que os demais profissionais do mercado saibam que ela existe e, mais do que isso, que é boa no que faz”, observa Minarelli. Tenha sempre em mente que as pessoas sempre podem estar precisando de alguém justamente com o seu perfil, mas, para te contratar ou te indicar para uma oportunidade, eles precisam saber que você existe.

Saúde e Atitude

Em relação à saúde, sobretudo a mental, saiba que ninguém consegue ter uma carreira sustentável se não for capaz de lidar com as pressões do mercado de trabalho, as quais estarão sempre presentes, não importa a profissão que você escolher. A saúde física também permite que você tenha um desempenho melhor.

Por fim, cuidar da sua atitude pode o levar longe. Observe que todos a sua volta estão prestando atenção em como você se comporta, se você é agradável e simpático ou se é egoísta e arrogante. O mercado tende a excluir aqueles profissionais que não adotam uma postura positiva e colaborativa, então se esforce em mostrar um comportamento adequado com seu chefe, seus clientes, fornecedores e nos demais relacionamentos que possuir.

Dada a devida atenção aos estudos, à leitura e à atualização em geral e, depois de desenvolver suficientemente seu marketing pessoal, cuide da sua saúde, mental e física, e das suas atitudes dentro e fora da empresa. O marketing pessoal também faz parte dos elementos chave que vão contribuir para uma carreira sustentável. Minarelli explica que não adianta o indivíduo ser um ilustre profissional se ninguém o conhece.Para que seu trabalho não perca valor ao longo da sua carreira, é preciso investir tempo e dinheiro. O consultor recomenda a educação continuada, muita leitura e curiosidade sempre. Não se esqueça: estar empregado atualmente não é garantia de uma carreira certa.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Laura Pedrosa no Bom Dia Pernambuco


psicologa- Laura Pedrosa

Documentos necessários para a matricula

Os documentos são:

3 fotos 3x4
Declaração da escola (original e recente)
Copia do RG (do responsável e do aluno)
Copia do comprovante de renda e residencia
Copia da carteira de trabalho ( frente e verso da 1ª folha)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Espro: Quem são?

A Associação de Ensino Social Profissionalizante – Espro - organização não governamental fundada em 1979 por Rotary Clubes (São Paulo, Leste, Cambuci, Aclimação, Liberdade e República) - acumula experiência e responsabilidade por educar profissionalmente milhares de jovens em todo Brasil. Por ano, são 13 mil jovens capacitados.

O Espro tem sede em São Paulo, além diversas unidades de atendimento na capital paulista e região metropolitana. Para garantir presença em todo Brasil, a instituição possui filiais em Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Brasília e Campinas. Além disso, existem os Polos Regionais, que atendem cidades que estão no raio de 150 km de sua localização. Dessa forma, o Espro consegue cobertura de atendimento em mais de 2.202 municípios
Desde 2000, a instituição encaminha jovens para empresas em diversas regiões do país por meio da inserção em Programas de Aprendizagem de acordo a Lei 10.097/00. Outra ação social de grande importância é a Capacitação Básica para o Trabalho (CBT), que acontece de forma gratuita para jovens de diversas cidades.
O foco de atendimento do Espro está em jovens de baixa renda, de 14 a 24 anos, matriculados ou concluintes da rede pública de ensino, inclusive pessoas com deficiência. As famílias também são atendidas por meio de atividades que proporcionam qualidade de vida e estímulo à geração de renda, oferecendo aos pais dos aprendizes oportunidade de inclusão social e qualificação profissional.
Durante todo o período de Aprendizagem, os jovens recebem orientações da área de Acompanhamento, que monitora todo o processo. A mesma equipe faz ainda o atendimento aos gestores das empresas, sensibilizando e tirando dúvidas. Os pais acompanham de perto o desenvolvimento dos jovens por meio de reuniões periódicas, coordenadas pelo Núcleo de Apoio e Desenvolvimento Social.
Sistema Didático próprio, instrutores capacitados e um Sistema de Avaliação on line, desenvolvido especialmente para associação, são diferenciais do Espro. Para atendimento personalizado ao jovem, a instituição mantém a Central de Relacionamento Aprendiz (CRA). Equipe de consultores especializados, da área de Relações Institucionais, atende e orienta empresas sobre os Programas de Aprendizagem.
A formação cultural também está presente nas ações do Espro. Jovens atendidos pela instituição podem participar, gratuitamente, do Coral Espro ou das Oficinas de Arte, com aulas de teatro, música e dança.
O Espro possui certificações ISO 9001:2008, escopo “Gestão do Vínculo Empregatício dos aprendizes que atuam na cidade de São Paulo”. A SGS (Sociéte Générale de Survillance), empresa francesa de inspeção, teste e certificação, é o organismo responsável pelas certificação.

 

MISSÃO, VISÃO e VALORES


- Missão: Promover a inclusão social de jovens por meio de ações educativas e inserção no mercado de trabalho.

- Visão: Ser uma instituição do terceiro setor reconhecida pela liderança, excelência, inovação e impacto social por meio de ações educativas.

- Valores: Ética, Excelência, Transparência & Responsabilidade Social.